- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
InícioRIO DE JANEIROSegunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começa no...

Segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começa no dia 1º de novembro

Bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade deverão ser vacinados

Atenção, pecuaristas: a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no estado do Rio de Janeiro terá início na próxima segunda-feira (1/11) e será realizada até o dia 30/11. A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, por meio da Superintendência de Defesa Agropecuária, tem a expectativa que sejam imunizados mais de 800 mil bovinos e bubalinos com até 2 anos de idade.

Na primeira fase da campanha, no estado do Rio foram imunizados 2,4 milhões de bovinos e bubalinos de todas as idades, registrando o índice de 92,30% dos animais vacinados contra a doença, ultrapassando a meta estabelecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de 90% de cobertura vacinal.

– Importante ressaltar que a vacinação é obrigatória. Esse trabalho em conjunto com os produtores é essencial e, mesmo com os bons resultados da primeira etapa de vacinação, esperamos que neste segundo período todos os pecuaristas fiquem atentos ao prazo e não deixem de vacinar o seu rebanho. É o momento de responsabilidade e preocupação com a própria saúde e com a dos animais – afirma o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Marcelo Queiroz.

Além de vacinar o rebanho, o pecuarista deve também enviar a declaração ao Núcleo de Defesa Agropecuária do seu município. A declaração de vacinação pode ser realizada de forma online ou presencial nos postos designados pelo serviço veterinário estadual.

É importante lembrar que mesmo não possuindo animais na faixa etária envolvida na etapa (até dois anos), o produtor deverá comparecer nos postos designados pelo serviço veterinário estadual e realizar a atualização cadastral e declaração de seu rebanho.

Caso o pecuarista escolha encaminhar de forma online, basta digitalizar ou tirar uma foto do formulário de declaração preenchido e da nota fiscal e enviar a um dos contatos de e-mail disponibilizados no link: https://bit.ly/2FUeQqT. Nesta página, é possível ter acesso aos e-mails e endereços dos núcleos de Defesa Agropecuária.

Há uma terceira maneira de declarar, através do formulário de autodeclaração de vacinação, disponível para o preenchimento no link: https://bit.ly/3tGkMYg. O formulário deve ser enviado junto da nota fiscal, de forma digitalizada ou por foto, para um dos contatos apresentados.

O pecuarista tem até o final do mês de novembro para adquirir e aplicar a vacina. Já as declarações de vacinação deverão ser entregues ou enviadas aos Núcleos de Defesa Agropecuária até 5 dias após a vacinação.

– Este trabalho de parceria vem sendo realizado com sucesso na vacinação contra a febre aftosa. Esperamos manter os índices de vacinação alcançados nas últimas etapas. O criador tem um compromisso com a sanidade dos seus animais e vem atendendo a legislação de forma adequada – explica o superintendente de Defesa Agropecuária, Paulo Henrique de Moraes.

Para realizar a vacinação, o produtor deve adquirir as doses de 2 ml em revendas autorizadas e mantê-las entre 2°C e 8°C até o momento da utilização e ficar atento às instruções a seguir.

Os produtores deverão se atentar aos seguintes passos:

• Adquirir as vacinas em lojas autorizadas;
• Transportar em caixa de isopor com gelo;
• Aplicar 2 ml na tábua do pescoço;
• Preencher toda declaração de vacinação;
• Enviar a declaração e nota fiscal diretamente em um dos núcleos de Defesa Agropecuária do seu município, via e-mail ou preencher o formulário disponível no site da Secretaria de Agricultura.

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
MAIS LIDAS DA SEMANA