- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
InícioRIO DE JANEIROGoverno do Estado celebra Dia Internacional da Mulher Rural

Governo do Estado celebra Dia Internacional da Mulher Rural

Mais de 30 mil mulheres exercem atividades no setor agrícola fluminense

O Dia Internacional da Mulher Rural é celebrado no dia 15 de outubro e a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa) celebra a ação de mais de 30 mil agricultoras no estado do Rio de Janeiro.
Para o secretário de Estado de Agricultura, Marcelo Queiroz, essa data serve para reconhecer e ressaltar o trabalho e conquistas das mulheres no âmbito do agro.

– É cada vez mais notório o protagonismo feminino na condução do agronegócio. Atualmente, temos um número bem expressivo na atuação das mulheres neste segmento. Desempenham um papel fundamental para a economia do estado e desenvolvimento agrícola em seus municípios – destacou Queiroz.

Segundo o último Censo Agropecuário do IBGE (2017), existem no Rio de Janeiro mais de 33 mil mulheres atuando no campo. Graças a diversificação e a expansão de algumas áreas nos últimos anos, houve um aumento da presença e mão de obra feminina.

Com a ajuda do Agrofundo, benefício que o governo disponibiliza para os produtores rurais, a produtora Vanessa Ribeiro de Souza do município de São Francisco de Itabapoana, conseguiu alavancar sua produção investindo na aquisição de maquinário para sua agroindústria de beneficiamento da mandioca. A produtora, busca dar continuidade a uma atividade que vem de geração em geração dentro da sua família.

– Vejo a mulher rural como uma representante de um povo, de uma família e de uma geração. Não é um trabalho individualizado, é um trabalho onde ela representa a sua história – conta a agricultora.

Roseli Pimenta do município de Miguel Pereira é uma produtora que atua no campo há 30 anos e ao lado do marido José Pimenta cultiva frutas, legumes, verduras, flores e revela a sua satisfação de ser uma mulher que atua na agricultura.

– Ser produtora rural não é fácil, mas agradeço a Deus por ter me dado essa profissão, pois é dela que tiro meu sustento e o de minha família – ressalta Roseli.

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
MAIS LIDAS DA SEMANA