- PUBLICIDADE -

PARANÁ

Tecpar e Sistema Fiep atuam para desenvolvimento de ações estratégicas em biotecnologia

Publicados

em

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e o Sistema Fiep, parceiros na elaboração do Roadmap Biotecnologia 2031, realizaram a primeira reunião de Articulação da Rota Estratégica nesta quinta-feira (14). O Tecpar, convidado para coordenar as atividades de biotecnologia relativas ao segmento de saúde, apresentou o primeiro tema da área a ser debatido por especialistas do Estado: o estímulo da pesquisa sobre o uso de células-tronco como produto de terapia celular avançada.


O projeto é uma iniciativa do Sistema Fiep que visa conduzir os segmentos considerados estratégicos para o Paraná em um processo de criação de conhecimento em relação a mudanças e tendências da economia, da tecnologia e da sociedade, que ocorrem em âmbito global, nacional e local, de forma a antecipar o impacto dessas mudanças e tendências.




Na área de biotecnologia, a intenção é que o Tecpar tenha papel de articulador de ações de curto, médio e longo prazo no segmento da saúde. “O Tecpar já é um parceiro da indústria paranaense, com apoio ao desenvolvimento econômico por meio de seu complexo laboratorial e com prestação de soluções tecnológicas, e agora vamos incentivar a indústria com aplicação de biotecnologia orientada para a saúde humana e animal”, ressaltou Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar.

Leia Também:  Rede pública do Distrito Federal retoma aulas em sistema online


O gerente de Assuntos Estratégicos da Fiep, João Arthur Mohr, destaca que o projeto Rotas Estratégicas para o Futuro da Indústria Paranaense 2031 é uma construção coletiva entre Sistema Fiep, institutos de pesquisa, academia e setor empresarial.


“A intenção é contribuir com a condução dos debates e a interação de grupos de especialistas que, de forma compartilhada, criaram visões de futuro e propuseram ações de curto, médio e longo prazo, para a sinalização de caminhos que resultam na construção de perspectivas para o futuro”, salientou Mohr.




O grupo vai se encontrar mensalmente para o debate das ações estratégicas. O próximo encontro já está marcado para 18 de novembro.


CÉLULAS-TRONCO – A proposta sobre pesquisa de células-tronco foi apresentada por Jaiesa Zych Nadolny, doutora em Biologia Celular e Molecular e gerente do Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Biológicos do Tecpar, que salientou que o uso de células-tronco em terapias celulares já é uma realidade.


“Os avanços são evidentes e as pesquisas são promissoras. O Tecpar identificou a oportunidade de fortalecer ações nesta área a médio e longo prazo, com base em resoluções recentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, explicou.

Leia Também:  Projeto de colégio estadual é finalista de prêmio científico


ROADMAP – A construção do Roadmap Biotecnologia 2031 é uma iniciativa do Sistema Fiep, coordenada pelo Observatório Sistema Fiep, com apoio do Parque Tecnológico da Saúde do Paraná – incluindo Tecpar, Fiocruz e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP). A publicação está disponível para download gratuito AQUI.




Os especialistas interessados em participar da Articulação da Rota Estratégica de Biotecnologia – Segmento de Saúde podem se cadastrar pelo em pelo e-mail [email protected]


PRESENÇAS – Também participaram da reunião os diretores do Tecpar Carlos Pessoa (Tecnologia e Inovação) e Iram de Rezende (Indústria da Saúde); Ariane Hinça Schneider, coordenadora do Observatório Sistema Fiep; e representantes de universidades paranaenses e empresas privadas.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo
Propaganda
- PUBLICIDADE -

MAIS LIDAS DA SEMANA