InícioPARANÁIDR-Paraná levará cultivares de feijão e soja para o Show Rural 2024

IDR-Paraná levará cultivares de feijão e soja para o Show Rural 2024

O IDR-Paraná levará para o Show Rural 2024, que começa em fevereiro, os novos cultivares de feijão e soja lançados nos últimos meses. Cultivar é a designação dada a uma determinada forma de uma planta cultivada, correspondendo a um determinado genótipo e fenótipo, que garante cultivo personalizado por parte dos produtores rurais.

O feijão é uma importante fonte de proteína e de minerais para a alimentação dos brasileiros e o Estado do Paraná é o principal produtor nacional do grão. A cultura tem grande relevância econômica e social para o Estado, predominando a participação dos agricultores familiares na produção.

Ao longo de aproximadamente 50 anos, o programa de melhoramento genético de feijão do IDR-Paraná desenvolveu 41 cultivares e mudou a realidade da cultura no Estado, proporcionando a prática de uma agricultura mais sustentável, com maior rentabilidade para o agricultor, conservação do meio ambiente e alimentos de qualidade e acessíveis para o consumidor.

Só em 2023 o Instituto lançou duas novas cultivares de feijão, que é um dos principais itens da cesta básica: o IPR Águia – do grupo comercial carioca, com a tecnologia STOCK –, que tem escurecimento lento dos grãos após a colheita e tolerância ao avermelhamento quando ocorre chuva próximo ao momento da colheita; e o IPR Cardeal – do grupo comercial vermelho, com grãos grandes de cor vermelho escuro.

Tanto o IPR Águia quanto o IPR Cardeal têm indicação de cultivo para Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul, para as safras com muita água ou as mais secas.

Os agricultores que visitarem o espaço no Show Rural 2024 também terão a oportunidade de ver, no campo, as cultivares IPR Sabiá (grupo carioca e ciclo médio), IPR Curió (carioca e ciclo precoce), IPR Tuiuiú (grupo preto e ciclo médio), IPR Nhambu (grupo preto de ciclo médio) e IPR Urutau (grupo preto e ciclo semiprecoce).

SOJA – Atendendo uma tendência mundial para alimentos mais saudáveis, o IDR-Paraná, em parceria com a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Federal de Viçosa (UFV), lançou recentemente três cultivares de soja alimento: IPR-Basalto, IPR-Petrovita e IPR-Pé Vermelho. Eles também estarão expostos durante a feira.

Os grãos de soja possuem aproximadamente 40% de proteínas (o dobro do feijão) e 20% de lipídios. Eles também apresentam todos os aminoácidos essenciais e em proporção adequada para a dieta humana, altos teores de minerais, em especial de cálcio, magnésio, potássio, fósforo, enxofre, zinco e ferro, carboidratos, açúcares e vitaminas. Também possuem qualidades nutricionais possui também ações anti-inflamatória, anticarcinogênica e antioxidante.

O consumo humano de soja in natura é limitado no Brasil. Essa limitação deve-se às características indesejáveis encontradas no grão de soja – como textura, cor, odores desagradáveis e sabor adstringente. Grande parte do sabor característico da soja é proporcionado pela ação das enzimas lipoxigenases que através da oxidação dos lipídios catalisam o processo que desenvolve o sabor ruim. Cultivares com ausência de lipoxigenases possuem características que propiciam melhor aceitação pelo consumidor.

As cultivares IPR Basalto, IPR Petrovita e IPR Pé Vermelho não possuem as três lipoxigenases. Além disso não são transgênicas e possuem crescimento indeterminado. Com ciclo precoce podem ser semeadas desde meados de setembro. Com grãos amarelos, hilos marrom claro e com bom teto produtivo, em condições adequadas alcançam mais de 5.000 Kg/ha (200 sc/alq).

CONTATO – Produtores de sementes que tem interesse em fazer a multiplicação das cultivares do IDR-Paraná, bem como agricultores que desejam produzir grãos das cultivares, devem entrar em contato com o Setor Comercial do IDR-Paraná pelo e-mail [email protected] ou telefone (43) 3376-2133 | (43) 3376-2482.

SHOW RURAL – O Show Rural de Cascavel é uma das maiores feiras do agronegócio da América Latina. O Governo do Paraná apoia o evento e participa do dia a dia com orientação técnica e o sistema de financiamento. Além disso, diversas secretarias aproveitam a vitrine do evento para apresentar novidades para o público. No ano passado a feira registrou 384.122 visitantes, recorde de público. Foram movimentados R$ 5 bilhões em negócios (financiamentos, contratos, parcerias e compras) para modernização do campo e dos sistemas de produção.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Últimas Notícias

MAIS LIDAS DA SEMANA