- PUBLICIDADE -
InícioMaranhãoGoverno realiza ação em alusão ao Janeiro Branco no Centro de Atenção...

Governo realiza ação em alusão ao Janeiro Branco no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas

O Governo do Estado realizou, nesta quinta-feira (13), uma ação em alusão ao Janeiro Branco, mês dedicado à importância do cuidado com a saúde mental. As atividades aconteceram no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD Estadual), equipamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES). No Maranhão, a campanha tem como subtema “É preciso olhar para si” e as ações são coordenadas pela Rede de Saúde Mental da SES. 

Durante a ação, foram oferecidos serviços como: testagem para Covid-19, palestras sobre saúde emocional e alimentação saudável, atividades físicas e avaliação psiquiátrica para dependência química.

O diretor do CAPS AD Estadual, Marcelo Costa, destaca a importância do papel desempenhado pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas no que se refere à saúde mental. “Nosso papel não é apenas atuar na questão do tratamento, mas também trabalhar a prevenção. E neste momento da Campanha Janeiro Branco, o papel dos serviços de saúde como o CAPS é levar essas informações para a sociedade através dos meios de comunicação e palestras educativas para que as pessoas aprendam a cuidar da sua saúde mental, emocional e física, para que assim, tenham uma boa qualidade de vida”, afirmou o diretor Marcelo Costa.  

Para a psicóloga da unidade, Marta Erre, o cuidado com a saúde mental é de extrema importância para que haja vida com saúde. “A saúde mental é buscada naquilo que dá prazer e equilíbrio. A proposta da saúde mental não é tratamento, é prevenção, e a prevenção é feita através de cuidados básicos como dormir bem, ter boas relações de trabalho, sociais e pessoais, através do cuidado com o corpo, dentre outras coisas”, comenta a psicóloga. 

Os pacientes atendidos pelo CAPS ressaltaram a importância da ação. “Esta ação é muito importante, pois o Janeiro Branco está se difundindo por agregar pessoas que procuram satisfazer o seu vínculo consigo mesmo, pois muitas não prestam mais atenção em si”, disse Célio Mafra, 49 anos, atendido pelo CAPS há cerca de um ano, após dez anos de envolvimento com álcool e drogas.

Fonte: Agência de Notícias do Maranhão

Últimas Notícias

MAIS LIDAS DA SEMANA