- PUBLICIDADE -

CEARÁ

Método Canguru: cuidado integrado favorece recuperação de bebês prematuros no HGCC

Publicados

em

Wescley Jorge – Ascom Sesa – Texto
Thiago Freitas – Fotos

Já recuperadas, as gêmeas Maria Eliza e Maria Cecília nasceram com prematuridade extrema e foram acompanhadas pelas Unidades Intensiva, de Cuidado Intermediário e de Cuidado Canguru

A atenção com a mãe e com o recém-nascido não acaba após a alta hospitalar. No Método Canguru, o retorno é o momento em que são avaliados fatores como amamentação exclusiva, peso, crescimento, além do cuidado em casa. O Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), atua para que o vínculo entre mãe e filho, com participação da família, seja fortalecido.

As gêmeas Maria Eliza e Maria Cecília nasceram prematuras extremas, de 24 semanas, pesando pouco mais de 600g, em 24 de maio deste ano. Foram quatros meses e meio de internação e acompanhamento na Unidade Intensiva, Cuidado Intermediário e Cuidado Canguru. “No começo, eu achava que elas não iam resistir. Mas aí foi passando o tempo, eu vi a garra delas, a vontade delas de sobreviverem, vencendo todas as etapas. Os médicos ficavam surpresos com a evolução delas”, relembra a mãe, Maria Eduarda Martins dos Santos.

Leia Também:  Programação Semanal do Centro Cultura Bom Jardim destaque terceira edição do evento "Cada Vida Importa"

Tutora do Canguru no HGCC, Maria Roselice Bezerra Saraiva conta que a dedicação, a força das recém-nascidas e os cuidados aplicados para o atendimento foram determinantes para a recuperação das pequenas. “Tiveram de enfrentar todos os desafios de uma prematuridade extrema graças aos avanços da Neonatologia, aliados a uma equipe de profissionais singular e especializada”, destaca.

Para o pai das gêmeas, Renato Rocha Ferreira, o tempo em que a esposa e as filhas permaneceram na enfermaria Canguru foi crucial para a continuidade do cuidado em casa. “Se ela não tivesse vindo para o Canguru, a gente não sabia nem o que fazer. Eu praticamente não sei cuidar de menino, mas graças a Deus ela veio para o Canguru. Deu tudo certo e as nossas pequenas estão aqui. É prazeroso demais. Todo mundo ajuda”, afirma.

Conscientização sobre amamentação faz parte do Método Canguru

Além do fortalecimento do vínculo entre mãe e bebê, a amamentação é uma das principais ações trabalhadas pelo método. A conscientização sobre o assunto e a atuação da equipe multiprofissional implicam nos bons resultados alcançados. “Eu só pensava em dar leite de fórmula para as minhas filhas, aí aqui aprendi muito sobre a amamentação. Aprendi até trocar uma fralda, que eu não sabia. Estou me sentindo uma mãe profissional depois do Canguru”, avalia Eduarda.

Leia Também:  Governo do Ceará vai criar Escolas Estaduais de Educação Profissional para Pessoas Privadas de Liberdade

Na primeira consulta de retorno, realizada na última segunda-feira (11), boas notícias – além das vacinas indicadas para a idade. As gêmeas estão bem, ganhando peso e com aleitamento materno exclusivo. Os cuidados seguem no lar, com a participação de toda a família. E a próxima consulta já está marcada.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo
Propaganda
- PUBLICIDADE -

MAIS LIDAS DA SEMANA