- PUBLICIDADE -
InícioAmapáNovo complexo Glicério Marques terá pista de atletismo e outras modalidades esportivas

Novo complexo Glicério Marques terá pista de atletismo e outras modalidades esportivas

O Estádio Glicério Marques completa neste sábado, 15 de janeiro, 72 anos. Inaugurado em 1950, o campo foi palco de grandes competições e agora entra em uma nova fase da história, dividindo seu espaço com outras modalidades esportivas. A obra de criação do novo complexo esportivo terá três etapas e está orçada em R$ 13 milhões.

Além do tradicional futebol, o atletismo é uma das modalidades que ganharam espaço dentro do ‘gigante da favela’. A pista ainda está em construção, mas o azul das raias já se destaca. Dilson Belfort, presidente da Federação de Atletismo e líder da equipe de atletismo ‘Tô na Pista’, diz que a oferta de espaços públicos para o esporte é importante.

“O atletismo hoje tem projetos variados que funcionam em Mazagão, Santa Luzia do Pacuí, e em Macapá estamos no Curiaú, Macapaba, Unifap e Fazendinha. Ter mais um espaço é mais uma oportunidade de ampliação dos programas e projetos sociais em diferentes modalidades. O complexo do Glicério Marques surge com esse propósito de dar mais oportunidade a crianças dos bairros vizinhos”, disse.

O presidente acredita que um espaço bem localizado amplia a adesão da prática esportiva, seja qual for a modalidade. “Quando uma criança, um jovem, tem uma praça esportiva em que ele possa ser direcionado para essa atividade, em um local específico próximo à sua residência, essa adesão vai ser muito maior. Quando não existe essa disponibilidade, a adesão se torna muito mais difícil. Então, é fundamental termos cada vez mais praças esportivas atendendo diferentes modalidades, que venham, principalmente, atender o público que está mais vulnerável à criminalidade”, finalizou.

Além do atletismo, o complexo terá espaços para o basquete, vôlei de praia, skate, academia ao ar livre, natação, quadra poliesportiva e um bloco para aulas de artes marciais e dança. O projeto também conta com parede para escalada, bicicletário e área de convivência.

1ª Etapa
A primeira etapa conta com mais de 80% dos serviços concluídos. Nesse primeiro momento são executados os serviços estruturais, como a construção de três reservatórios de água, instalações elétricas gerais, sistema de combate a incêndios, urbanização, drenagem geral, paisagismo e sistema hidrossanitário.

Além da construção das pistas de atletismo e de caminhada, bloco de vestuários femininos e masculinos, implantação da quadra poliesportiva, de basquete e vôlei de praia. Contempla ainda a reforma da piscina semiolímpica para adultos e a construção da piscina infantil, área de estacionamento, três guaritas, lanchonete, quatro sanitários e área de foodtruck com estacionamento.

2ª Etapa
A segunda etapa da obra será construída a pista de skate, parede de escalada, os blocos de luta e dança, academia ao ar livre para terceira idade e pessoas com deficiência física, quadra de futebol society. Essa fase já foi licitada e deve começar a ser executada após a entrega da primeira etapa.

3ª Etapa
Na terceira etapa será feita a revitalização do campo, que terá um novo sistema de drenagem, nova iluminação, novo gramado. A Secretaria Municipal de Obras também trabalha em uma nova etapa que vai englobar a reforma da arquibancada. O projeto já foi apresentado e agora será orçado para captação de recursos.

Investimento
Toda a obra custará cerca de R$ 13 milhões. Esse recurso é a soma de três emendas parlamentares. Duas foram enviadas pelo senador Davi Alcolumbre (DEM), uma no valor de R$ 7,8 milhões, com contrapartida municipal de aproximadamente R$ 2 milhões, e outra emenda no valor de R$ 2,1 milhões, que será utilizada para construção de todos os equipamentos.

A terceira emenda foi enviada pelo então deputado federal Evandro Milhomem, no valor de R$ 2 milhões, que será utilizada especificamente para recuperação do campo, drenagem e instalação elétrica.

Fonte: Prefeitura Municipal de Macapá

Últimas Notícias

MAIS LIDAS DA SEMANA