- PUBLICIDADE -
InícioAmapá1° LIRAa: Semsa inicia novo ciclo de levantamento do índice de infestação...

1° LIRAa: Semsa inicia novo ciclo de levantamento do índice de infestação por Aedes aegypt

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Departamento de Vigilância Ambiental (DVA), iniciou nesta terça-feira (11) o 1° Ciclo do Levantamento Rápido de Índice de Aedes aegypti (LIRAa) de 2022. A vistoria acontece entre os dias 11 a 20 de janeiro, adotando o método de amostragem, que consiste em analisar os índices de infestação na coleta de possíveis focos do mosquito em Macapá.

Através do monitoramento é possível identificar áreas com maior proporção de ocorrência de focos do mosquito. No total serão vistoriados 57 bairros da cidade de Macapá.

O trabalho é realizado pelos agentes de endemias da Vigilância Ambiental, que trabalham com visitas e fiscalizações de porta em porta. Neste primeiro dia de levantamento as equipes percorreram os bairros Infraero 1, Amazonas, Coração e Fazendinha. Após o encerramento das atividades, serão montadas estratégias para conter a proliferação do mosquito e reduzir o índice de doenças provocadas pelo Aedes aegypti.

O LIRAa é uma metodologia recomendada pelo Ministério da Saúde que permite a identificação de áreas com maior proporção e ocorrência de focos do Aedes aegypti, assim como de criadores predominantes. Durante o ano são realizados seis ciclos de visitas domiciliares e o primeiro tem duração de dois meses, em janeiro e fevereiro.

O mapeamento indica também o risco de transmissão de dengue, que é uma doença viral. Além de ser uma referência para o planejamento e ações contínuas do controle do vetor Aedes.

O diretor do Departamento de Vigilância Ambiental (DVA) da Semsa, Carlos Nelson Almeida, destaca a importância do LIRAa, que permite analisar a situação de vetores no município, identificando quais são os bairros mais críticos e quais focos são predominantes em cada área. Para isso, a colaboração da população é essencial no processo de monitoramento.

“A importância do levantamento é fundamental nesta etapa. Nossas equipes de agentes vão percorrer 16 extratos para uma amostragem satisfatória, que correspondem a 57 bairros da cidade de Macapá, dentro de um cronograma de 10 dias de visitas. Então é importante que os agentes de endemias sejam acolhidos pela população, para poder ter uma maior adesão a essas visitas”, ressalta.

Disk Mosquito
A população pode ajudar no combate dos vetores Aedes aegypti/Albopictus, solicitando a visita de um agente de endemias ou fazendo denúncia de logradouros abandonados. A Semsa disponibiliza o Disk-Mosquito, no 96 98813-3779. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

*Estagiário sob orientação da Secretária Municipal de Saúde.

Fonte: Prefeitura Municipal de Macapá

Últimas Notícias

MAIS LIDAS DA SEMANA